0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

O Paraguai para mim sempre foi um mistério. Nosso país vizinho conhecido pelas compras baratas e pelos produtos falsificados. Porém quando refiz meu roteiro passando por Foz eu fiquei me perguntando :

“O que mais existe nesse país?”

Paraguai

Exposição de máscaras típicas no (muito bom!) Museu del Barro.

E a resposta foi um branco geral, o mesmo que tenho se me perguntarem sobre as Guianas ou o Suriname, a diferença é que sempre esteve aqui do lado. Então resolvi passar alguns dias na capital Asunción e conhecer um pouquinho do paraguaio, seus costumes, cultura e cidade.

Paraguai tem seus próprios pratos típicos

Logo que entrei pela fronteira do Paraguai a cada parada entravam no ônibus ambulantes vendendo todo o tipo de coisa, e sempre entrava alguém gritando “Chipa, chipa!” com um cesto cheio de rosquinhas. Nunca tinha ouvido falar de chipas e comprei uma. A Chipa é como se fosse um pão de queijo mas mais crocante (acho que tem mais polvilho) e em formato de rosquinha. Em todo o lugar você vai encontrar.

Paraguai

Vendedor de Chipa, típico petisco paraguaio.

Outras comidas típicas paraguaias são a sopa paraguaia (uma torta de queijo e milho), a Chipa Guazu (como uma torta paraguaia mas com ovo), o Vori-vori (uma sopa de carne com bolinhas de fubá, muito bom!), entre outros.

Paraguai tem sua própria língua

O idioma oficial do país é o Guarani (é a única região do mundo que fala essa língua) porém todos na cidade falam espanhol. Algumas pessoas mais simples ou do interior não sabem espanhol ou o falam com um sotaque muito carregado, difícil de entender.

Paraguai

Exposição e roupas típicas cerimoniais Guarani no palácio do Congresso

O Guarani é bastante complexo, tentei aprender algumas frases e só me lembro de como se fala “água”, que é como o som de “ãhn!” (tipo o gemido que o Guga Kuerten dava quando jogava tênis).

O paraguaio é super aberto e simpático

O que mais me encantou no Paraguai é o seu povo. Sempre alegres, super simpáticos e prestativos. Acho que como o país não tem uma cultura de turismo fica mais fácil se misturar e ser bem recebido.

Asunción é uma cidade grande, tem seus perigos como qualquer outro lugar da América do sul e nem por isso os pessoas ficam reclusas, fechadas ou não saem na rua.

Paraguai

Arte de rua em Asunción

A cidade tem uma infinidade de bares, restaurantes e baladas, o centro da cidade fica cheio de gente até tarde, principalmente de quinta a domingo.

Paraguai é um país pobre

Sim, muito pobre…e sujo. Asunción me pareceu o primo pobre e decadente de Montevideo (a arquitetura é muito parecida) e com uma desigualdade gritante.

Na praça em frente ao congresso se formou uma favela. As pessoas foram ocupando a praça e fazendo seus barracos e hoje é uma situação complicadíssima tirá-los de lá. Esse movimento de favelização se observa em vários pontos da cidade (principalmente do centro, que foi o local que mais visitei) enquanto em bairros mais afastados podemos ver longas zonas residenciais com enormes mansões, no melhor estilo bairro Jardins em São Paulo.

Paraguai

Favelização da praça em frente ao Congresso

Nos museus sobre a história do Paraguai a guerra com a coalisão de Brasil, Argentina e Uruguai sempre é lembrada. Foi a maior guerra da história da América do sul e que dizimou o país, tornando-o até hoje um dos mais atrasados do continente. Durante a guerra o Paraguai perdeu 69% de sua população pela luta armada, doenças ou cansaço físico e desnutrição. Sua economia foi completamente destruída (tanto que mesmo décadas depois não conseguiu se recuperar a ponto de alcançar as outras regiões) e perdeu territórios (grande parte ricos em recursos naturais) para os países vizinhos (só para o Brasil foram mais de 90mil km2).

Paraguai

Cruz que homenageia mártires da Guerra. Em frente ao Congresso.

A guerra não foi só ruim para o Paraguai,  Argentina e o Uruguai perderam cerca de 50% de todo o contingente militar na época.

E Asunción, vale a pena?

Se você quer conhecer um dos únicos lugares ainda não muito explorados turisticamente da América do sul, conhecer um pouco sobre o Paraguai, seu povo e as razões de ser tão atrasado vale a pena viver a cidade por uns dias.

Paraguai

Palácio da presidência

Se está atrás de atrações turísticas pode passar direto. Os museus são muito simples ( o único museu realmente bom que visitei foi o Museu del Barro) e não há muitas belezas naturais em volta para ver (ao norte do Paraguai me falaram que sim, é lindo! Mas é pauta para outro post quando visitá-lo).

Paraguai

Costa do rio Paraguai

E se quiser fazer compras é melhor ficar por Ciudad de’Leste, nem precisa parar na fronteira para pegar o carimbo.

Comentários

comentários