0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Madrid não só é a capital espanhola mas também o centro geográfico do país Lugar onde começam as principais vias que cortam a Espanha.

A cidade também é considerada a terceira maior da UE (depois de Londres e Berlim), a terceira maior em área metropolitana (Depois de Paris e Berlin) e também tem o terceiro maior PIB.

Pela sua grande influência em política, educação, entretenimento, meio ambiente, mídia, moda, ciência, cultura e artes tem definitivamente uma grande importância em escala global.

madrid

Principal Avenida de Madrid

Madrid e sua influência histórica e cultural.

A capital espanhola (assim como grande parte das grandes cidades européias) mescla muito bem o antigo e o novo. Ao caminhar pelas quase clautrofóbicas ruas do centro você se sente cercado pelos edifícios baixos, grudados entre eles e com sacadinhas homogêneas. Porém quase que por acaso as ruas se encontram em grandes avenidas com edifícios comerciais, shoppings, escritórios, painéis de LEDs e lojas de todas as marcas internacionais possíveis.

madrid

Típicas sacadinhas espanholas

Madrid tem sua história marcada ao caminhar pelas ruas. Na arquitetura, na propaganda e nas pequenas vendinhas, mas não para por aí. A quantidade de museus, manifestações artísticas e culturais impressiona. A cidade abriga um dos maiores e mais importantes museus de arte do mundo, o museu do Prado. Também é sede do Museu de la Reina Sofia, que abriga o famoso painel de Picasso “Guernica” e o Tyssen-Bornemizsa, considerado um dos mais importantes acervos de arte particular do planeta.

madrid

Exposições de arte, de antiga a contemporânea estão por todas as partes.

O que falta na cidade é uma bela praia. O clima descontraído e o jeito como a população ocupa as ruas de dia e de noite pede isso. Porém essa falta é recompensada pela mais variada gama de parques. Madrid é uma cidade de parques, o maior e mais importante é o parque do Retiro, ao lado do Prado. Lá você pode encontrar pontos para se exercitar, pessoa correndo, comendo, bebendo, namorando, brincando. É o espaço de descompressão do Madrilenho.

madrid

Parque do Retiro.

Madrid e sua agitada vida noturna.

Madrid é conhecida por ter um dos principais cenários noturnos da Europa, juntamente com Lisboa e Berlim. A vida estudantil, principalmente de intercambistas por Erasmus é muito intensa (assim como em Portugal) o que faz com que o mercado noturno se aqueça e tenha público frequente independente da época do ano.

Enquanto em muitas capitais européias é difícil achar algo depois das 2 ou 3 da manhã Madrid oferece opções 24 hrs de todos os gêneros.

Muita gente comenta que a vida de Madrid está na noite. E realmente quando o sol se esconde a cidade muda. Deixa de ser histórica para ser contemporânea. Os edifícios se escondem na penumbra e as luzes dos bares, pubs e discotecas se destacam.

Madrid, o centro agregador da segregação espanhola.

Assim como todo o continente a Espanha foi formada por um amontoado de reinos que se uniram por tratados políticos, casamentos entre nobres ou por guerras.

Enquanto os outros países coexistem dentro de suas diferentes origens (e muitas vezes diferentes línguas dentro de uma região tão pequena) a Espanha convive com rusgas entre suas regiões. Ao invés de brincar, valorizar e fazer piada com a variedade e especificidades de cada região por motivos políticos e históricos fazem das diferenças motivo de brigas separatistas, principalmente a região Catalunha e Basca.

madrid

Plaza Mayor

Visitei Madrid, Barcelona e Sevilla e a diversidade salta aos olhos. A língua e o costume catalão difere do Andaluzes, que tem traços mais árabes e uma arquitetura mista entre o cristão e o mulçumano. A região de Madrid já tem um sotaque específico e uma cara mais “espanhola” na visão de quem não é do país. Porém apesar da arquitetura quase não transparecer a diversidade parece predominar nas ruas.

Eu não senti tanto por parte da população o senso segregacionista da Catalunia, não que não exista, sou somente um turista escrevendo sobre minha opinião sobre Madrid depois de um par de semanas na cidade. Mas talvez pela instituição “Espanha” ter a soberania institucional. É realmente uma questão complexa.

madrid

O teto da Catedral de Madrid

Futebol, uma paixão esportiva e política.

O futebol é o esporte mais forte na Espanha e o povo é realmente apaixonado. As rusgas separatistas são bem percebidas em duelos entre Real Madrid e Barcelona, um dos únicos jogos em que as torcidas ficam separadas nos estádios. O fato de um time vencer não é só questão de pontos no Campeonato, mas sim de auto estima pessoal para catalães ou Espanhóis.

O hino espanhol não tem letra, pois foi uma maneira de fazer com que seja neutro e não seja rechaçado ou odiado em determinadas regiões.

madrid

Ainda se vê muito do reflexo da crise pelas ruas.

Mas apesar do atrito, que fere (mas não muito) a amistosidade espanhola  país hoje é meu preferido na Europa.

O clima é muito parecido com o brasileiro, o povo tem de certa forma nossa “latinidade” no jeito de ser e em geral são bastante amigáveis. Se você gosta de história, arte, cultura, vida noturna e pessoas de toda parte do mundo ao seu redor, Madrid é um lugar a se visitar.

 

Comentários

comentários